ABRINDO OS PORTÕES


                             


                             ABRINDO OS PORTÕES

     Como se libertar de uma prisão, quando estamos gostando daquilo que nos prende? Como deixar de amar aquilo que nos é tão caro?- assim ia eu pensando, caminhando por uma das áridas ruas de dentro da enorme prisão. O gosto do sangue enchia minha boca de saliva e o cheiro, o calor daquele lugar, causava um sentimento irresistível de ficar por ali. Para onde eu iria agora? Como fugir daquele lugar? Os ferrolhos estavam muito bem fechados, porém, não havia ninguém me vigiando. Quem sabe escalar os altos muros de Herakleópolis?
    _Não meu filho, nada adiantará você tentar abrir os ferrolhos ou escalar os altos muros se não estiver pronto para isso. O mundo é como a lâmpada de Aladin e todos seus desejos são realizados, só se deve saber como pedir ao gênio da lâmpada.
    _Não entendi o que você quis dizer. Quem é você?
    _Isso não importa agora. Tudo tem seu tempo. O momento pede que você procure o deus que está escondido dentro do seu coração, a luz que brilha mais que as trevas deste lugar. Este deus que habita em você consegue abrir os ferrolhos dos portões, não só para você passar, mas, para muitos outros que queiram te acompanhar.
    _Como encontrar este deus? Onde olho, vejo a penumbra se estender em todos os corações e as pessoas entram nos seus casulos esperando que algo do lado exterior faça o milagre por eles. O que devo fazer para despertar o deus?
    _ Se você coloca uma barra de ferro encostada na parede e a deixa ali por anos, sofrendo os poderes na natureza, esta barra ira se enferrujando até se dissolver. Se você constrói um castelo, quinhentos anos no futuro ele será apenas ruína de um monte de matéria decrépita. O seu corpo perde o vigor da juventude, seus olhos já não enxergam, seus dentes já não mastigam, suas pernas já não andam. Então pense! Qual a razão de correr atrás de tanta coisa temporal? Coisa que existe enquanto você existe, coisa que amanhã pode não existir mais, ou coisa que fica enquanto você vai embora.
    Quando você percebe que sua vida está passando a cada dia, e você na realidade, não está fazendo nada a não ser correr atrás de coisas deterioráveis, se esquecendo que o mundo é um constante mudar, então, percebeu o que seu deus interno quer mostrar. Enquanto seus olhos forem atingidos pela penumbra do mundo, não conseguirá enxergar a luz que irradia do seu coração, querendo mostrar o amor que vive ali, que quer transbordar e ungir todos os que tiverem o desejo de unção.
    _Qual a finalidade de se seguir esta luz?
    _ Ora, a finalidade da luz é o amor, é a bondade. A luz aqui é tida como purificação dos seus desejos impuros, seus pensamentos impuros, seu agir impuro. A luz apenas ilumina o caminho da escuridão que cada um se encontra, não importa se é cético, fanático, religioso ou ateu. Todos têm seu deus dentro de si e buscam por um ideal. O ideal pode ser puro ou impuro. O que purifica sempre leva as pessoas aos braços da harmonia. O impuro é o que causa a desarmonia. Existem os que adoram violência. É um fato comprovado em todas as épocas do mundo. Entre estes, sempre surgiram aqueles que se destacaram pela sua pureza e harmonia. Todos admiram os grandes iluminados. Admiram, mas preferem ser impuros.
    Levante-se! Erga-te! Olhe para a luz e busque-a dentro de si, e, quando conseguir enxergar a sua luz, verá que existe luz em todos. Só deve ser descoberta para depois brilhar.
    ACREDITE EM SI MESMO, O PODER DA VONTADE REMOVE OS OBSTÁCULOS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário